Google AdSense: monetize seus conteúdos e receba em dólar

14/12/2020
Google AdSense: monetize seus conteúdos e receba em dólar

Um em cada três brasileiros acessa a internet atualmente, totalizando 134 milhões de usuários. O dado é da pesquisa TIC Domicílios 2019, que identificou um crescimento médio de 3,3% ao ano desde 2009. Esse indicador mostra que há um público enorme para quem deseja trabalhar na área, principalmente produzindo conteúdo.

Um estudo realizado pelo Ibope mostrou que 52% da população segue ao menos um influenciador digital. Tais profissionais ganham dinheiro, sobretudo no YouTube, a partir da quantidade de views ou de publicidades que são inseridas em seus vídeos. Felipe Neto, por exemplo, declarou que faturou R$ 30 milhões somente em 2019.

O principal caminho para monetizar o trabalho desenvolvido é o Google AdSense, plataforma do Google que distribui e processa a publicidade digital.

Neste artigo, falaremos justamente sobre a ferramenta e como utilizá-la para ganhar dinheiro (em dólar) na internet. Veja também:

  • Por que apostar nos anúncios
  • Como funciona o Google AdSense para blogs e sites
  • Como monetizar os vídeos do YouTube
  • Plataformas digitais são mais vantajosas para fazer as transferências

Imagem de vários dólares para simbolizar o pagamento de Google AdSense.
Um caminho para monetizar o trabalho de conteúdo é o Google AdSense que distribui e processa a publicidade digital. Foto: Getty Images.

Por que apostar nos anúncios

O Google Adsense possibilita que o produtor de conteúdo, por exemplo, disponibilize espaço em seus canais (sites e YouTube) para a veiculação de anúncios de empresas terceiras. Sendo assim, é possível lucrar de modo estratégico.

Uma pesquisa realizada pelo Google mostrou que o Brasil é o país da América Latina que possui maior quantidade de influenciadores digitais (4,37% da população), seguido da Argentina (2,51%) e do Chile (2,2%). O grande volume mostra que existe um excelente mercado a ser explorado — e um dos caminhos mais promissores é a veiculação de anúncios.

Para se ter uma ideia da potência desse tipo de negócio, de acordo com o Relatório de Impacto Econômico, também do Google, foram movimentados R$ 51 bilhões no Brasil durante o ano de 2019.

Como funciona o Google AdSense

É simples começar! Em relação aos sites, o primeiro passo é realizar um cadastro na plataforma (todo o processo é gratuito). Caso já tenha uma conta do Gmail, boa parte do trabalho estará feita.

Também é preciso incluir dados pessoais para finalizar, como o número de telefone e o endereço de correspondência que estão associados à sua conta bancária.

Imagem da página inicial do site Google AdSense.
É preciso cadastrar seu canal no site do Google AdSense. Foto: Print do site Google AdSense.

Para conectar-se à plataforma, será necessário adicionar um código ao seu site (a sequência é gerada pelo próprio Google). Depois de tudo pronto, a sua página já começa a aparecer entre as opções disponíveis para os anúncios, podendo receber as publicidades definidas pelo Google de acordo com o seu conteúdo (tudo é segmentado).

Do outro lado, as empresas interessadas dão lances em tempo real e, de acordo com o Google, os anúncios que geram mais receita serão exibidos no site.

Por fim, a plataforma realiza o faturamento e repassa os valores para os veículos que disponibilizaram local para as publicidades.

E no YouTube?

O YouTube tem um programa de parceiros, que permite aos produtores de conteúdo ganharem dinheiro com os anúncios que são exibidos no início ou no meio dos vídeos. É necessário, entretanto, preencher alguns requisitos básicos para começar a usar:

  • Ser maior de 18 anos ou ter um responsável pelo gerenciamento dos pagamentos;
  • Ter pelo menos 4 mil horas de exibição pública nos últimos 12 meses e o mínimo de 1 mil inscritos;
  • Possuir uma conta no Google (Gmail);
  • Disponibilizar endereço e telefone;
  • Estar de acordo com as regras do YouTube, ou seja, não produzir vídeos que estimulem a violência ou de cunho sexual, por exemplo.

A veiculação também é feita pelo Google AdSense, que processa, calcula e disponibiliza, em dólar, o valor arrecadado. O dinheiro fica disponível para uso depois que você acumula ao menos US$ 100.

VEJA MAIS: Produtor de conteúdo: entenda como funciona o pagamento do YouTube

Imagem de uma câmera filmando uma tela com a figura de uma jovem aparecendo para simbolizar os youtubers.
YouTubers ganham dinheiro, a partir da quantidade de views ou de publicidades que são inseridas em seus vídeos. Foto: Getty Images.

Para transferir o montante para o Brasil, o melhor caminho é recorrer aos serviços que realizam remessas internacionais. Há diferentes opções, com taxas e exigências variadas.

O pagamento é feito na conta do banco ou do serviço utilizado, que realiza o envio em seguida para a sua conta no Brasil. A vantagem de receber em dólar é que a moeda americana está em alta, além de ser a mais estável do mundo.

Conclusão

É possível ganhar dinheiro na internet disponibilizando o seu site ou o canal do YouTube para a inserção de anúncios segmentados.

Para isso, entretanto, será preciso fazer uma conta no Google AdSense. O serviço distribui a publicidade e processa os pagamentos.

Para fazê-los chegar ao Brasil, a solução mais interessante é recorrer a um banco ou solução que opere com a cotação do dia.

É o que acontece com o serviço Google Adsense, do Banco Rendimento, que alia praticidade, segurança e conforto (já são mais de 25 anos executando esse tipo de operação).

Para utilizá-lo, não é preciso ter conta na instituição. A transferência do valor da ordem de pagamento cai direto na conta (corrente ou poupança) escolhida em até 24 horas, desde que não existam pendências.

Quer outra boa notícia? Trabalhamos com uma das melhores taxas do segmento (apenas US$ 13 por operação). Conte conosco para suportar as suas transações!

Até a próxima.